RESULTADO DE BUSCA
A TEORIA DO CAPITAL HUMANO E AS POSSIBILIDADES DE SUA RELEITURA NA EDUCAÇÃO EM FINAIS DO SÉCULO XX
Autor Principal: Yolanda leticia Toguia da Silva
Resumo: As discussões sobre o campo educacional e suas formas de intervenção para o avanço da sociedade econômica, parecem estar subsidiadas pela ideia de educação como meio de produtividade, ou seja, no investimento humano, e o acirramento da relação entre educação e desenvolvimento. Nessa perspectiva mediante as todas as transformações sociais desde a década de 1950 até finais dos anos 90 vemos reincidir no campo educacional a teoria do capital humano. Partimos do pressuposto de que se configura como o conhecimento que permite ao indivíduo fazer a diferença através de um dado conhecimento. Conhecimento este que vai rescindir no campo econômico, por meio de aquisição de novas técnicas, competências, formação para o trabalho, dentre outras. Para tentar compreender esse movimento relação entre educação e mercado econômico, desde uma perspectiva clássica até meados dos anos de 1990, tomamos como fonte de análise as obras Theodore Schultz e de Arthur Carlos Crespo Martins Cabugueira.,
Palavras-chave: Teoria do Capital Humano. Educação. Século XXI
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 8 - Educação, Desenvolvimento e Aprendizagem

Estatísticas:
21
acessos
9
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO